Semana Nacional de Trânsito se encerra com blitz educativa na Praça da República

Para o encerramento da Semana Nacional de Trânsito 2022, a Prefeitura de Belém, por meio da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), deu continuidade às ações de educação destinadas a pedestres, ciclistas e condutores de veículos (carro e moto).

Blitz de orientação – Na manhã deste domingo, 25, agentes de trânsito e educação da Semob realizaram uma blitz de orientação na faixa de pedestre na esquina da rua da Paz com a avenida Assis de Vasconcelos, na Praça da República.

Durante as abordagens, foram distribuídos material informativo e promovido o uso dos equipamentos de segurança para crianças (bebê conforto, cadeirinha e assento elevado), o uso de cinto de segurança e o respeito ao sinal amarelo, dentre outros. Aproximadamente, 300 pessoas foram abordadas durante a ação.

Cuidado com o próximo – A Semana Nacional do Trânsito deste ano, tem como o tema “Juntos Salvamos Vidas”, que debate a importância do cuidado com o próximo, como explica a chefe da Divisão de Educação para o Trânsito da Semob, Tatiane Pinheiro. “O tema é uma reflexão para a conduta segura no trânsito, com mais respeito e empatia. É preciso que todo mundo se junte para tornar o trânsito mais humano e seguro e menos letal”, afirma.

Na opinião do taxista Raimundo Correa, ações educativas são importantes para conscientização da população. “Nem os motoristas e nem os passageiros sabem mais como tratar com respeito. Tenho 47 anos de praça, entendo de gente. E ta ficando cada vez pior. Por isso que acho que tem que ter mais ações como essa. Tem que ser com frequência”, observa.

O mototaxista Gian Lopes também aprovou a iniciativa. Ele ficou grato com a presença de agentes da Semob. “Só de ter agente no local, já fica mais seguro. Pensa duas vezes antes de fazer algo errado. Pena que tem muito motorista que só cumpre a lei desse jeito”, lamenta.

Campanhas – Já o porteiro Gilvander Amaral espera que as campanhas de educação ajudem a diminuir as imprudências. Ele anda de moto e conta que já correu risco com o desrespeito no trânsito. “Infelizmente, a gente tem que dirigir pela gente e pelos outros. É muito bom esse tipo de campanha. Faz com que pare e reflita um pouco”, disse.

Texto: Leonardo Fernandes.

Fotos: Ascom/Semob.