Transporte suplementar de Mosqueiro passa por fiscalização e vistoria da SeMOB

A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (SeMOB) iniciou nesta terça-feira, 19, uma ação de vistoria nos veículos das cooperativas de transporte suplementar de Mosqueiro. A fiscalização segue até esta quinta-feira, 21. 

A frota do transporte suplementar de Mosqueiro está sendo inspecionada pelos agentes de transporte, visando a atualização cadastral e verificação dos itens de segurança. A ação faz parte da operação especial de vistoria e fiscalização nas linhas que operam no distrito, tanto do serviço convencional por ônibus quanto do serviço suplementar, a qual já é realizada desde o dia 15 de outubro.

A autônoma Lene do Socorro considera importante essa iniciativa, pois vai garantir um transporte seguro  aos moradores. “É necessário, sim, pois nos dá mais segurança e pode evitar acidentes porque, quando nós, usuários, entramos num coletivo, não temos como saber as reais condições mecânicas do veículo“, disse a moradora

Era o primeiro dia de trabalho do motorista Silvio César de Miranda Almeida. E logo na primeira viagem sua van foi a primeira a ser vistoriada. “Acho importante, pois me sinto mais tranquilo. Afinal, sou responsável pela segurança das pessoas que eu transporto”, disse, muito aliviado, pois a van que estava dirigindo passou na vistoria.

Vistoria preventiva – “Essa ação tem como objetivo realizar a atualização cadastral das operadoras e a vistoria preventiva para detectar as condições de segurança dos veículos”, explicou o coordenador de Fiscalização e Vistoria (CFVI), vinculada à Diretoria de Transportes da SeMOB, Raimundo Rodrigues Neto,

Nesta terça-feira, 13, a primeira cooperativa a passar por vistoria foi a Transmosqueiro. Durante a manhã, 22 veículos, entre vans e micro-ônibus  foram fiscalizados. Foram encontrados problemas com a iluminação, bancos e para-brisas.

“Podem ser pequenas coisas, que não comprometem a segurança, porém precisam ser resolvidas”, disse Raimundo Neto, ressaltando que, em 15 dias, uma  nova vistoria será feita, para verificar se as pendências foram resolvidas. “Caso contrário, a cooperativa será penalizada com multa e recolhimento do veículo”, disse. 

O importante é que os veículos trafeguem de forma segura, a fim de evitar acidentes futuros. Na atualização cadastral, ocorre a fiscalização dos documentos do veiculo. “Nessa vistoria são fiscalizados todos os dados cadastrais, como, por exemplo, o número do chassi e o número de ordem do veículo”, explicou Neto.

Nos três dias previstos para as vistorias, ainda serão fiscalizadas, além da Transmosqueiro, a Transpantur e a Shalon. A Transcap, operadora do serviço convencional, responsável pela linha Mosqueiro-São Brás, também foi alvo da operação especial.

Texto: Rosângela Gusmão

Fotos: Ascom SeMOB